quarta-feira, janeiro 05, 2011

notas



Não tenho acompanhado muito a campanha presidencial, mas do que tenho visto há alguns aspectos que me apraz registar:

O Candidato Cavaco Silva, não existe. Existe apenas o Presidente da República que anda a fazer o sacrifício de andar pelo país a lembrar as pessoas que ele está acima de toda e qualquer suspeita e que é uma maçada ter de lembrar isso aos portugueses.

O Manuel Alegre pensa que ainda mantém aquela áurea de herói que vai contra tudo e todos, que cultivou nas últimas eleições. Esquece-se que nesta eleição não vai concorrer contra o Dr Mário Soares e por isso tem de facto de demonstrar aquilo que vale. Faz ainda a figura de equilibrista, ora atacando o governo para fazer a vontade ao bloco, ora ara elogiando o governo para não perder os votos do PS.

O Dr Defensor de Moura, com o seu discurso contra a corrupção e o clientelismo, faz-me lembrar um miúdo que acabando de assaltar a caixa dos chocolates diz com a boca toda besuntada que não foi ele.

O Sr Francisco Lopes, acaba por marcar-se pela positiva, conseguindo superar as expectativas de alguém que era até à apresentação da candidatura um perfeito desconhecido. É no entanto a candidatura que menos sentido faz. Como pode um cargo supra-partidário ser, não apoiado, mas indicado e completamente controlado por um partido político? Se não é, devia ser inconstitucional.

O Candidato da Madeira, tem que procurar outro circo.

Por fim, o Dr Fernando Nobre que tem feito uma campanha bastante medíocre, não tendo conseguido passar devidamente a sua mensagem. É no entanto um grande exemplo de cidadania. Colocou a sua popularidade, honorabilidade e até a sua situação financeira em causa porque acredita na iniciativa dos cidadãos. Honra lhe seja feita e é por isso que apesar de não ter conseguido uma campanha digna da sua estatura ( talvez por não estar habituado a um certo lamaçal que caracteriza a politica) conta com o meu apoio. São exemplos como o dele de que necessita a nossa sociedade e o nosso país.

2 comentários:

S.Esteves disse...

A fotografia está muito boa.
A observação aos candidatos está arrasadora, (devem ter todos as orelhas vermelhas).

Adelino Silva disse...

Boas.
A foto é óptima, a campanha é pobre. Muito espectáculo.
Tendo em conta o número de candidatos esperava-se mais e melhor.
Uns não sabem falar mais, outros não podem falar mais, a outros fazem com que não tenham oportunidade de falar mais!
Usando apenas um nome: Imagino a dificuldade de Manuel Alegre em fazer campanha tendo que dizer "amem a deus e ao diabo"; a ter de criticar os que "atacam os direitos adquiridos pelos trabalhadores..., os que atentam e cortam nos direitos sociais", quando, desde o 25 de Abril, nunca se viu um governo a atacar tanto os trabalhadores e os direitos sociais. Isto de dizer estas coisas do governo e do partido que o apoia tem o seu preço. Para já nota-se a feição triste do Manuel Alegre!
Digo eu...