segunda-feira, fevereiro 26, 2007

AeroCreixo - Aeromodelismo

É com prazer que vejo surgir na minha terra um grupo de "malucos das máquinas voadoras". O Aeromodelismo é uma actividade viciante e absolutamente fascinante. Mais ainda na medida em que através dela somos levados a compreender alguns dos fenómenos relacionados com a aeronáutica e sobretudo as dificuldades com que se depararam os nossos antepassados que foram os pais da aviação.
Espero que continuem e motivem cada vez mais entusiastas.


Já agora fica aqui o convite para darem uma vista de olhos no seu blog: aerocreixo.blogspot.com

sexta-feira, fevereiro 23, 2007

Creixomil foi notícia

Nem toda a comunicação social local é sensacionalista e "populista". Ainda há jornais e jornalistas que conseguem reger o exercício do jornalismo por critérios que não sejam puramente economicistas ou políticos. Ainda há jornalistas que capazes de escutar a melodia de um rouxinol, no meio do barulho ensurdecedor da sociedade de consumo.
Esta notícia poderá não fazer vender muitos exemplares, mas contribui sem dúvida para a "sedimentação" de uma "linha" editorial pautada pela qualidade dos temas e textos.
Assim se faz jornalismo maduro em contraste com o jornalismo "verde" que lentamente vai hipnotizando a sociedade Barcelense.

terça-feira, fevereiro 20, 2007

Insónias

Num destes dias em que o sonho não me deixava acordar, peguei na máquina, que por acaso não estava comigo...

... e fui fotografar.

Foto: Rio Neiva a 6 de Janeiro de 2007 (16 horas)

sexta-feira, fevereiro 16, 2007

segunda-feira, fevereiro 12, 2007

Campa do Frade - Restauro da memória



Muitos serão os Creixomilenses, que desconhecem a existência de um monumento denominado “Campa do Frade”.
Este monumento, referenciado em vários livros, é uma tampa tumular, datada do Sec. XII/XV, composta por três elementos: Duas "estelas" de formato rectangular (uma para a cabeceira e outra para os pés) e uma tampa também rectangular. Em cada uma das "estelas", encontra-se gravada uma cruz grega inserida num círculo. Na pedra da tampa, podemos encontrar também uma cruz Grega inserida no círculo, mas obliquamente, e a parte restante está ornada por dois motivos tipo dentes de serra.

O monumento original, foi trasladado da Bouça denominada “Bouça da Campa” (junto à estrada que liga Creixomil a Vilar do Monte) para o Museu Arqueológico de Barcelos há várias décadas. Nessa altura, e para perpetuar a memória, o dono da propriedade (o Sr. José António de Sousa), resolveu colocar no mesmo local umas pedras (rudimentares) para não se perder a memória de tão antigo monumento, e em boa altura o fez porque graças a isso muitas pessoas puderam perpetuar a memória até aos nossos dias.
Contudo, por altura do alargamento da estrada que liga Creixomil a Vilar do Monte, ter-se-ão perdido as ditas pedras e com elas a memória da “Campa do Frade” que passou a existir apenas na memória das pessoas.
Para minimizar essa lamentável perda, alguns cidadãos, encabeçados pelo Sr. Armandino Joaquim Enes, resolveram restaurar o monumento e depois de obter autorização do actual proprietário ( Sr. Manuel Salazar Norton), mandaram esculpir uma réplica mais ou menos fiel, para que a memória não se perdesse.
Goatava aqui de louvar a atitude do Sr. Norton, que para além de autorizar que lá colocassem a réplica, também contribuiu financeiramente para a sua execução.
Fica aqui o convite para que visitem este sóbrio mas importante monumento.

domingo, fevereiro 11, 2007

para a outra margem




Os Portugueses, resolveram democraticamente passar para a outra margem.






Falta saber o que lá irão encontrar.

Vencedores do World Press Photo de 2007

Um dos géneros fotográficos que mais aprecio é o fotojornalismo.
É uma vertente da fotografia, que para além de domínio técnico e sensibilidade, se tem que acrescentar uma elevada dose de coragem. É uma actividade profissional muito exigente porque para além de implicar uma alta resistência física, exige (e não em menor proporção) um grande controlo emocional. Para verificar o que acabo de dizer, basta que demos uma olhada à galeria das fotos vencedoras do Word Press Photo de 2007. Sem querer cometer a ousadia que me considerar um expert na matéria, correria o risco de afirmar que é seguramente a melhor edição dos últimos anos.
Será a era do digital a querer provar que as suas vantagens são obviamente superiores aos inconvenientes?

quinta-feira, fevereiro 01, 2007

Barreira ou protecção?



O que uns chamam protecção, outros chamam barreira.
O que uns consideram "não muito longe", outros entendem "não muito perto".
No que uns vêm firmeza, outros vêm "inflexibilidade"

A realidade é a mesma, mas as barreiras e protecções impedem-nos de ver a verdade.

Parabéns!!!