quinta-feira, novembro 30, 2006

100 problemas



Gosto desta fotografia pelo fairplay. Fairplay na competitividade, fairplay na guerra dos sexos, faiplay nas idades, fairplay no público...

...100 problemas.

É isso aí!!!



Palavras para quê?

quarta-feira, novembro 29, 2006

Momentos



Há momentos em que carregamos as crianças com os nossos problemas.

domingo, novembro 19, 2006

Parada dos Galos


Uma iniciativa interessante com alguma similitude com a Cowparade de Lisboa, embora com menor dimensão. Aproveitem para visitar enquanto estão expostos. Ao que parece, estará para breve a sua retirada. Talvez porque o civismo dos Barcelenses (ou falta dele) assim o exijam. Há alguns galos que já tiveram de ser "retocados" devido aos maus-tratos de que foram alvo. O galo é um símbolo de Barcelos e devíamos promovê-lo ao máximo. Divulgue!

sábado, novembro 11, 2006

De fora vem a luz


Nós Creixomilenses, sofremos do mesmo síndrome de todos os Portugueses; o pessimismo e a falta de auto-estima. Por isso deixo aqui o link sobre alguma opinião de pessoas que estão num plano cultural superior à média da nossa freguesia sobre o projecto do Creixomil online. Talvez sirva para convencer alguns dos méritos desse espaço de discussão e aos outros para que ao receberem o feedback positivo da sua participação neste projecto, se sintam ainda mais motivadas a participar (sem medo).

Parabéns Ricardo!

terça-feira, novembro 07, 2006

Momentos...


Gosto desta foto. Fiz-la este ano no decorrer das festas de Nossa Senhora do Rosário em Creixomil. O ambiente festivo das crianças em palco, os arcos do arraial, o público lá ao longe ( bem típico dos portugueses), algumas crianças encostadas ao palco, os dois coretos... enfim. Um conjunto de elementos que caracterizam ainda hoje a maioria das festas que abundam pelo nosso Minho. Mas por quanto tempo mais?

quarta-feira, novembro 01, 2006

Febre do mundial


Fiz esta foto este ano, nas festas em honra de Nª Srª do Rosário. Decorria o campeonato do mundo de futebol na Alemanha e estes miudos, membros do rancho folclórico que actuou nessa noite, não resistiram a um joguinho, ainda que com uma tampa de refrigerante. O que conta mesmo é a paixão ao desporto. Belo exemplo.