segunda-feira, outubro 18, 2010

O último Tanoeiro #7

1 comentário:

Wersemei disse...

Trabajos artesanales que se van perdiendo irremediablemente. Saludos!