quarta-feira, agosto 04, 2010

amarras

As amarras dão-nos segurança, mas também nos privam de novos horizontes.

"não tenho medo de errar. Pode ser que num desses becos sem saída, encontre o que procuro"

In " O fio da Navalha" de Somerset Maugham

2 comentários:

ruimnm disse...

Grande composição!
Gostei das palavras.

Anónimo disse...

sem palavras!

tantas vezes em nossas vidas sentimos nosso destino preso com amarras, nem sempre é fácil libertar algo que não é possivel prender! mas é essa a nossa luta constante, tornarmo-nos livres de decidir sem o peso de ter decidido!

grande registo*