quinta-feira, abril 22, 2010

Visões

Lamento que a Igreja seja "julgada" pela árvore que cai e não pelos milhões de novas árvores que crescem na floresta.

6 comentários:

miguelrr disse...

A fotografia é boa... já a frase que a acompanha...
Não só pelo passado (toda a história da igreja católica) a recente história também nos mostra que são e foram mais as árvores a tombar que a crescerem.
Um abraço com todo o respeito

Nuno Sousa disse...

Olá Miguel!

Respeito a sua opinião. Mais que isso, compreendo-a.
Mas se tiver a possibilidade de lidar com a Igreja Real ( não são os padres nem os bispos, mas a comunidade de fieis) concluirá o contrário.
Diáriamente há milhões de pessoas em todo o mundo que se pautam pelos valores cristãos e procuram tornar este mundo um pouco melhor. Mas, claro, isso não se vê nem se ouve. O que se vê é o folclore da visita papal, ou os casos de pedofilia.
P.S - Envergonho-me como cristão dos comportamentos criminosos de alguns lideres religiosos. Envergonho-me sobretudo com a tentativa de abafamento a que a hierarquia da Igreja tem recorrido.
Mas como é obvio são comportamentos completamente contrários principios da Igreja, e por isso não deve ser confundido a parte com o todo.

trigolimpofarinh@mparo disse...

Visões ou aparições. Gosto da foto!

Quando ao tema, deixo a minha opinião: se queres falar com Deus, não tem que ser necessariamente numa igreja.

ruimnm disse...

Adoro a foto!

S.Esteves disse...

A foto e o pensamento sobre certas coisas relacionadas com a igreja, tem em comum um veu, transparente na foto e negro no pensamento das pessoas.
Negro como uma arvore queimada.

Foto com um ponto de vista interessante.

Adelino Silva disse...

Boas.
A igreja não é (só) os padres, bispos, etc. A Igreja (com I maiúsculo) é um todo, onde o clero é apenas uma parte!
Naturalmente que as noticias recentes envergonham qualquer cristão, mas custa-me a entender porque é que, na maioria dos casos, os presumíveis abusados só resolveram falar após tantos anos! Não quero com isto dizer que não tenham acontecido e talvez continuem a acontecer, mas provavelmente também aconteceu e acontecem noutras "classes" como juízes, advogados, políticos, professores...
Não se poder julgar o todo pelos actos de alguns! Na verdadeira Igreja, são muito mais as árvores que estão vivas do que as que apodrecem e morrem!

Abraço
Adelino Silva