quarta-feira, abril 09, 2008

O Alpinista

Tal como este caracol, que sequestrei para servir de modelo, também o Micróbio lentamente foi fazendo o seu caminho até atingir as 10 000 visitas.A todos quantos diariamente vão visitando e deixando os seus comentários (que não tem de ser necessariamente elogiosos) o meu muito obrigado. Confesso sem pejo, que o vosso feedback é para mim uma motivação para continuar a aprofundar os meus ténues conhecimentos desta arte magnífica que é a fotografia.
Obrigado a todos!

6 comentários:

Anónimo disse...

Parabéns!!!

(são tantas as coisas que se podem dizer sobre o teu talento que eu acho que a melhor forma de te elogiar é mesmo apreciar o teu trabalho.. e por isso nada melhor que visitar frequentemente o teu blog)

Espero que continues com este teu trabalho magnificio, porque realmente tu tens jeito para a coisa!

E mais uma vez parabéns!

***

FM disse...

A tua maior qualidade é a modéstia, faz parte dos grandes artistas,Forçaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

Anónimo disse...

desculpa mas não concordo contigo quando dizes "...aprofundar os meus ténues conhecimentos desta arte magnífica...". pelo que vejo os teus conhecimentos não são ténues mas os conhecimentos de um profissional das fotografias.

Anónimo disse...

Consulto o teu blog todos os dias. Várias vezes por dia.
Consulto. É mesmo isso. E são mesmo várias vezes por dia.
Não é pelo facto de seres bom comunicador, nem por partilhar da (grande) maioria das tuas opiniões, nem pela óbvia constatação de que consegues mostra-nos pelas tuas fotos, coisas que os nossos olhos não veriam sem a tua ajuda; não é por nenhuma destas verdades, mas antes pelo valor da tua mensagem e do teu exemplo, e pelo compromisso nunca escrito, mas sempre correspondido, de nos surpreenderes.
Eu, apesar de avisado, nunca perco a surpresa.
Obrigado. Um abraço.
F Abreu

Por agora, Hanokh... disse...

se no bilhete de identidade pedissem um poema em vez de um retrato nosso...no seu bilhete de identidade eu colocaria este poema...

"Da minha aldeia vejo quanto da terra se pode ver do Universo...
Por isso a minha aldeia é tão grande como outra terra qualquer,
Porque eu sou do tamanho que vejo
E não do tamanho da minha altura...
Nas cidades a vida é mais pequena
Que aqui na minha casa no cimo deste outeiro.
Na cidade as grandes casas fecham a vista à chave,
Escondem o horizonte, empurram o nosso olhar para longe de todo o céu,
Tornam-nos pequenos porque nos tiram o que os nossos olhos nos podem dar,
E tornam-nos pobres porque a nossa única riqueza é ver."
(Alberto Caeiro)

Só discordo do predicado. Na minha opinião a nossa única riqueza é olhar. Ver é uma capacidade física. Olhar é uma capacidade intelectual. Parabéns pela sua capacidade extraordinária de olhar...e dos nos ensinar a olhar...

António Paulo disse...

Como seguidor desta arte da fotografia e como teu amigo, sei que sou um privilegiado... sinto o privilégio de ver mais fotos tuas do que uma pessoa "normal" e ainda posso falar com o autor.

Fico contente por conseguires reunir neste espaço um leque de apreciadores da tua palavra e da tua arte fotográfica que, essa sim, atesto ser genuína e de boa qualidade.

Fica-te bem a modéstia, como o fica àqueles que não sabem o valor que têm. São os chamados "verdadeiros artistas".

Parabéns para o teu blog e muitos anos de vida!
Grande abraço!