segunda-feira, janeiro 24, 2011

S/ Título

Os resultados da abstenção de ontem devia fazer pensar os políticos sobre a qualidade da democracia e sobre a efectiva legitimidade que têm para assumir os cargos.

sexta-feira, janeiro 21, 2011

S/ Título

Seriamos todos mais felizes se tivessemos a inocência do olhar de uma criança.

terça-feira, janeiro 18, 2011

quinta-feira, janeiro 13, 2011

S/ Título

Capa dizia : Se as fotos não estão suficientemente boas é porque não estava suficientemente perto".

E eu digo-vos: Se esta foto não está suficientemente boa, foi para não molhar os sapatos :)

Pescadores da praia da Apúlia - Esposende

sexta-feira, janeiro 07, 2011

Solidão



era para escrever: "às vezes sinto-me só no caminho", mas depois achei muito lamechas e decidi não escrever.

quarta-feira, janeiro 05, 2011

notas



Não tenho acompanhado muito a campanha presidencial, mas do que tenho visto há alguns aspectos que me apraz registar:

O Candidato Cavaco Silva, não existe. Existe apenas o Presidente da República que anda a fazer o sacrifício de andar pelo país a lembrar as pessoas que ele está acima de toda e qualquer suspeita e que é uma maçada ter de lembrar isso aos portugueses.

O Manuel Alegre pensa que ainda mantém aquela áurea de herói que vai contra tudo e todos, que cultivou nas últimas eleições. Esquece-se que nesta eleição não vai concorrer contra o Dr Mário Soares e por isso tem de facto de demonstrar aquilo que vale. Faz ainda a figura de equilibrista, ora atacando o governo para fazer a vontade ao bloco, ora ara elogiando o governo para não perder os votos do PS.

O Dr Defensor de Moura, com o seu discurso contra a corrupção e o clientelismo, faz-me lembrar um miúdo que acabando de assaltar a caixa dos chocolates diz com a boca toda besuntada que não foi ele.

O Sr Francisco Lopes, acaba por marcar-se pela positiva, conseguindo superar as expectativas de alguém que era até à apresentação da candidatura um perfeito desconhecido. É no entanto a candidatura que menos sentido faz. Como pode um cargo supra-partidário ser, não apoiado, mas indicado e completamente controlado por um partido político? Se não é, devia ser inconstitucional.

O Candidato da Madeira, tem que procurar outro circo.

Por fim, o Dr Fernando Nobre que tem feito uma campanha bastante medíocre, não tendo conseguido passar devidamente a sua mensagem. É no entanto um grande exemplo de cidadania. Colocou a sua popularidade, honorabilidade e até a sua situação financeira em causa porque acredita na iniciativa dos cidadãos. Honra lhe seja feita e é por isso que apesar de não ter conseguido uma campanha digna da sua estatura ( talvez por não estar habituado a um certo lamaçal que caracteriza a politica) conta com o meu apoio. São exemplos como o dele de que necessita a nossa sociedade e o nosso país.

terça-feira, janeiro 04, 2011

sábado, janeiro 01, 2011

Janeiradas

As Janeiradas começam hoje.

À semelhança dos 15 anos anteriores, com uma ou duas excepções, vou também este ano dar a minha colaboração :)