domingo, agosto 30, 2009

Sobre o risco

"se a foto não está suficientemente boa, é porque você não está suficientemente perto”

Este era o lema do lendário fotógrafo Robert Capa, que fruto dessa máxima morreu ao pisar uma mina. Desde ele, a regra do "Quanto mais próximo, melhor", tem sido adoptada por fotógrafos de todo o mundo, desde simples amadores a conceituados profissionais como é o caso de Emilio Morenatti que em resultado dessa escolha acabou ferido e com um pé amputado. O seu amor pela fotografia é tanto que nenhum constrangimento o impede de fotografar.

"Quanto mais próximo, melhor... "

- O prémio poderá ser maior, mas o risco também o é.

sábado, agosto 29, 2009

Pedras que falam

IMG_9874


Por vezes passamos ao pé de pedras, caminhos, nascentes e acidentes geográficos, que nos falam de história e de histórias...
Devíamos estar mais atentos a esses sussurros.

sexta-feira, agosto 28, 2009

Era da Informação

Li há pouco que o presente é apenas o momento em que o futuro se precipita no passado.
Há um princípio com que todos concordarão: O conhecimento advém da informação. Entenda-se aqui conhecimento como cultura, sabedoria.
Acontece que apesar de vivermos na era da informação, não existe uma correlação directa com o aumento do conhecimento.
Os jovens de hoje, com a ajuda de um computador com ligação à Internet são capazes de obter mais informação numa manhã que os jovens de há vinte anos atrás que necessitariam de semanas para obterem essa mesma informação pesquisando livros e jornais numa biblioteca.
Este paradoxo deve fazer-nos pensar um pouco sobre a utilidade da Internet e das novas tecnologias.
Estaremos a usa-las correctamente? Qual o papel que os educadores deverão ter no controlo dessas ferramentas?


quarta-feira, agosto 26, 2009

Do tempo

Li há pouco que o presente é apenas o momento em que o futuro se precipita no passado.

No fundo, o presente quase não existe. É apenas um pequeníssimo lapso de tempo que apesar disso a fotografia consegue eternizar.

segunda-feira, agosto 24, 2009

Salgado digital

Sebastião Salgado era ,até há bem pouco tempo, um dos defensores da fotografia analógica em detrimento do digital. A sua ligação à película e às suas leicas era uma imagem de marca.

Pois bem, parece que finalmente se rendeu ao digital. E vai já para um ano que trocou as suas míticas Leicas por uma Canon EOS 1Ds MKIII.

Em alguns blogs já se coloca a questão. Porque não continuou ele com uma Leica digital?

Veja mais aqui, aqui e aqui

domingo, agosto 23, 2009

Reedição dos temas

A reedição dos temas tem vantagens e desvantagens. Por um lado a experiência ajuda-nos a posicionarmos melhor e a procurar aquela foto que mais ou menos sabemos que acontecerá. Por outro lado, sintimo-nos inibidos pelo fantasma da repetição das fotos dos anos anteriores.

Índice de(s)Confiança

Sinto muito pouca confiança no futuro

quando vejo o Hugo Chávez elogiar Sócrates e imitar as suas políticas.

sexta-feira, agosto 21, 2009

Mudar de Sistema

"Coimbra, 27 de Maio de 1952 - Um Juiz meu cliente desanimado da vida. Quanto mais julga e condena, mais crimes lhe aparecem. E eu só lhe disse:

- Mudem de sistema! Em vez de construírem hospitais e tribunais, e ficarem à espera do homem quando ele ali chega tuberculoso ou criminoso, vão ao encontro dele no caminho da vida, e dêem-lhe o pão que lhe falta e a cultura que não tem..."

in Diário - Miguel Torga - Vol V/VI

Conceito Estratégico Nacional

Há dias, enquanto esperava a minha vez no centro de saúde, estive a ler uma entrevista que o Prof. Adriano Moreira deu à revista Única. Nessa entrevista, frisava que há muito Portugal abandonou aquilo que se designava de "Conceito Estratégico Nacional".

O próprio termo, muito utilizado no tempo da ditadura, soa por si só a pensamento único e imposto, mas a verdade é que nenhum estado poderá evoluir de forma sustentável se não houver um consenso quanto a um conjunto de politicas que defendam o interesse nacional a longo prazo. A constante reavaliação e redefinição das politicas ao sabor da mudança dos governos só pode resultar na perda de sinergias que apenas prejudicam o referido interesse nacional.

Mas esse conceito estratégico deveria ser adoptado não só ao nível nacional, mas também ao nível do poder local. É absolutamente indispensável que as autarquias locais estabeleçam um conjunto de objectivos e estratégias a médio e longo prazo que permitam abordar o futuro com antecipação, evitando atrasos na tomada de decisões que poderá resultar na diferença entre o ter tudo e o não ter nada.

quinta-feira, agosto 20, 2009

quarta-feira, agosto 19, 2009

segunda-feira, agosto 17, 2009

O Sagrado e o profano


Populares, lançam foguetes na festa da sua terra (que por acaso também é minha). A alguns metros de distância, o povo, devoto de Nª Srª do Rosário rezava o terço e entoava cânticos à virgem. Estranha relação esta entre o religioso e o profano, entre a meditação e o barulho, entre a melancolia das rezas e a estridência dos foguetes. Estranha convivência esta...

Distracções

O Carlos, várias vezes me fala disto. Mas eu, menos avisado que ele, fico encandeado com as distracções que a televisão me oferece.

Temos uma ideia mais ou menos generalizada, que os Estados Unidos da América, são um país rico e desenvolvido. Desde as fantásticas alunagens dos anos 60 até às recentes "Holliodescas" operações de guerra humanitárias -tão humanitárias que só se justificam havendo interesses económicos a defender - tudo nos leva a crer que essas manifestações de poder só se verificam porque as mais básicas necessidades sociais estão salvaguardadas.

Pois não estão. Soube-o por uma notícia de fim de telejornal. Afinal, os esse grandioso país não é capaz de garantir o acesso a cuidados de saúde, nem aos mais desfavorecidos da sociedade. Nesse país de grandes feitos e poder imperial, não existe nada de parecido com o nosso sistema de saúde, que apesar de falhas garante o acesso generalizado e tendencialmente gratuito a todos os cidadãos.

Veremos se o "endeusado" Obama consegue vencer o poderoso mercado.

terça-feira, agosto 11, 2009

Baixa de produtividade

Ultimamente não tenho usado outros recursos que não os meus próprios para manter actualizado o meu blog. Na impossibilidade de manter a minha "produtividade", recorro à net e não resisto à tentação de partilhar convosco esta delícia.



quarta-feira, agosto 05, 2009

S/ título

Sem título, para evitar comentários e sem comentários, para evitar um título

Máquina do Tempo



Todos nós já sonhamos em viajar na máquina do tempo. Pois bem... foi isso que fiz há algumas semanas atrás quando tive o privilégio de assistir a uma malhada de centeio, na freguesia de Parada do Lindoso. O ambiente que se sentia fez-me compreender a frase que tantas vezes ouvimos dos nossos pais e avós " no meu tempo era uma escravidão, mas vivíamos numa alegria..."

segunda-feira, agosto 03, 2009

s/ título

Ao Padre António

Recordo-me desde pequeno de admirar a humildade e bondade do Pe. António Cachada. Todos os anos, quando visitava a familia pelo Natal ou pela altura das férias, e celebrava missa na nossa igreja, a sua voz afável trazia como que uma paz interior que não conseguia explicar. Ao longo dos anos tive o privilégio de privar pontualmente com o Pe. António e a imagem de criança não se desvaneceu.
A sua vida dedicada à paroquia de São Nicolau Tolentino, São Domingos, e aos seus paroquianos (privados de tanto, mas abençoados pela graça de terem como pastor um verdadeiro seguidor de Jesus Cristo), devia fazer reflectir a nossa Igreja sobre o modelo da nossa classe clerical.


Na foto ( que ele próprio me fez chegar por mail) o Pe. António lavando os pés na celebração de Quinta-feira Santa em 2006. Nenhuma outra imagem o poderia caracterizar melhor.